Sobre

marikotarosa

Biografia: “Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver” Amyr Klink Começo o post com essa citação, que é basicamente a minha linha de pensamento. Acredito que a melhor escola, é o mundo. Os lugares, as pessoas e as experiência que nos proporciona. Sobre mim? Não tem muito o que dizer. Tenho 26 anos, sou formada em Publicidade e Propaganda (não praticante, no momento) , amo “ponys” e pandas, tenho uma cachorra chamada Pipoca, sou filha única de pais maravilhosos. Amo tatuagens, tenho além de outras,o mundo tatuado na perna minhas duas citações prediletas, que transmitem meu modo de pensar: -Life is not measured by the number of breaths we takebut by the moments that take our breath away. - We travel not to escape life, but for life not to escape us. E apesar desse instinto meio pássaro de sair voando pelo mundo sempre que possível, tenho raízes fortes, família unida e amigos que me dão a segurança, de ir para onde for, e saber que tenho para quem voltar, sempre. A idéia do blog e contar sobre experiências, lugares, pessoas e histórias que já vivi até hoje, e também compartilhar com vocês as próximas viagens. dar dicas de lugares e tudo relacionado a viagens. compartilhar noticias interessantes, promoções de viagens que eu achar por ai, e as vezes, histórias de outras pessoas também. Sejam bem vindo, ao meu mundo. Recebi esse texto do Renato de Vuono, um dos idealizadores do Blog Dinheirama, de um grande amigo por email. E resolvi compartilhar. Ele disse, exatamente o que eu penso. Uma vez em uma conversa, eu disse, que uma das maiores benção da vida, é conseguir encontrar su meio termo, o equilíbrio. "Você já ouviu a expressão “Não adianta ser o mais rico do cemitério”, não ouviu? Provavelmente sim. Como defensor da vida financeira equilibrada, ainda fico pasmo com a confusão feita entre esse equilíbrio e, em português simples, ser pão-duro. Ainda me impressiona como algumas pessoas procuram evitar um assunto tão óbvio e natural como a morte, mas guardam dinheiro como se fossem viver eternamente. Há também aqueles que gastam como se não houvesse amanhã e, quando ele chega, a ressaca é brava. Quem me conhece sabe que, entre esses dois caminhos, tem um que me agrada mais. Mas, para revelá-lo, nossa relação precisa estar mais madura, pois a verdade quase nunca é o que queremos ouvir. Se a vida é finita, qual é o sentido de acumular por acumular? Para mim, o objetivo não pode ser apenas o acúmulo, mas que essa decisão tenha algum propósito, que faça sentido. Mais pasmo ainda eu fico quando os “especialistas” insistem em postergar prazeres e adiar sonhos em prol de uma velhice abastada (é importante lembrar que aposentadoria não tem a ver com a idade, e sim com não depender mais do trabalho para sobreviver). Vamos passar a vida trabalhando apenas para o dia em que nos tornaremos anciãos? Supondo que paremos de trabalhar aos 65, e superando a expectativa média de vida do brasileiro (74 anos), vivamos até os 80. Isso significa que vamos dedicar 65 anos em prol de 15? Abrir mão de prazeres por mais de 3/4 da vida para viver bem o quarto que sobra? Desculpe, caro leitor, mas essa matemática não entra na minha cabeça. Volto a dizer, não estou aqui para estimular o gasto desenfreado. Mas sou “devoto de Santa Felicidade” e fã número um do equilíbrio, e não dá para ter nem um nem outro deixando para amanhã coisas que só têm graça e só podem ser feitas hoje. Pode-se racionalizar o quanto quiser, mas os carros esportivos, os barcos legais e todos aqueles “boys toys” estão nas mãos erradas. Por mais que tenhamos nos acostumado a ver senhores passeando com seus conversíveis, bacana mesmo é tê-los com 20 anos e não 70. Claro que a maioria de nós nunca terá um desses e, se você for como eu, isso não faz nem parte dos seus anseios. Mas é um ótimo exemplo de onde quero chegar. O fato é: a vida nos transforma, nossos gostos e hábitos mudam e, além disso, nossa condição física também se altera. Assim, somos impedidos pelo próprio corpo de fazer coisas que podíamos (e queríamos) fazer quando jovens. Por isso, não deixo para amanhã um prazer que POSSO realizar hoje. E aqui “eu posso” diz respeito às minhas condições financeiras, físicas e mentais. Então, amigo, se você tem aquele sonho de saltar de paraquedas, possui o dinheiro, mas fica adiando porque é muito caro e mais um monte de desculpas que você inventa para si mesmo, pare com tudo isso e… Salte! Do contrário, um dia você vai acordar e descobrir que está velho demais para isso (alguém dirá que, com sua nova condição cardíaca, o salto seria muito arriscado). Ah, e se você não tem o dinheiro, pense em guardar um pouco por mês, desde já, para saltar enquanto você pode. Poupar é importante? Sim, é importante. Mas fundamental mesmo é aproveitar esse bem tão precioso e finito que é o tempo. Para encerrar, volto a bater na tecla do equilíbrio, que é o caminho do meio entre Tio Patinhas e Michael Jackson. Procure o que te faz bem, cuide bem de sua família e use o dinheiro de maneira sábia, mas use-o: afinal, é para isso que ele serve. Moral da história: existe um caminho entre o perdulário e o pão-duro e ele passa por criar as oportunidades para fazer o que se quer."

Ver perfil completo

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s